As 2 listas: um “truque” para mais serenidade e felicidade

Há alguns meses, aumentou a frequência dos dias em que estava mal humorado e meus músculos faciais estavam caídos, iguais a uma borracha velha. Alguma coisa não estava certa!

Duas coisas me trouxeram de volta a mim: Em primeiro lugar, a distância para com o meu trabalho, dias de folga, mais tempo livre após o expediente, férias – Eu tinha ultrapassado meus limites. E em segundo lugar, o pensamento sobre quando eu gostava da vida com todas as suas fazes. Isso, de fato, eu tinha perdido de vista.

Se você se sente assim também, seu humor está no baixa , então talvez um truque que aprendi  com Seth Godin, possa te ajudar:

O exercício

Pegue uma folha de papel e faça duas listas:

Na primeira lista – parte da frente – você escreve tudo ao qual possa ser grato. As pessoas que você ama e que te amam. Sua casa. Sua saúde (ou o que resta dela). A Sorte de nascer onde há comida e água, hospitais e creches, electricidade e Internet, e onde pode prevalecer alguma idiotice, mas sem ditadores, nem guerras. O reconhecimento do que você recebeu. Os braços, que acolheram você. Os olhos, em que você já olhou e te disseram: Você significa muito para mim. A sua educação, o seu potencial. Seu sucesso e todas as experiências pelas quais você cresceu.

Na segunda lista – parte traseira – vêm as coisas que incomodam regularmente os seus nervos como o som da broca no dentista. As circunstâncias que você deseja que fossem diferentes!, mas que no momento são assim como elas são. A crítica do seu trabalho – O que você tem feito errado novamente , etc etc. As pessoas que você julga que têm uma vida muito melhor do que a sua, aparentemente ou realmente, quem sabe. Com suas barrigas planas, casarões,  Ferraris e viagens internacionais cinco vezes por ano, enquanto você nem pode tirar férias ou luta continuamente com o sobrepeso.

É assim:

Você pode olhar ou pensar em cada momento somente uma das duas listas. A primeira lista ou a segunda, a da frente ou de trás, mas nunca os dois simultaneamente.

Isto aplica-se a folha de papel, bem como figurativamente.

Então, na próxima vez em que você estiver de mal, deixe claro para você: “Ah, eu continuo vendo o lado com os negativos… Eu poderia facilmente olhar no lado positivo, é só virar o papel”.

A decisão é sua, a qualquer momento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *